Irmãos e amigos ou a história dos negócios claros

235146

Continuando esta história, que seguiu aqui e foi complementada por esta análise, soube-se agora de mais uns pormenores, de somenos importância, diga-se em abono daquela verdade, que interessa a alguns mas, que nos prejudica afecta a todos. De acordo com o Público:

 

 

O Convento de Brancanes (Setúbal) foi avaliado há 11 anos pelo Ministério da Defesa em 4,9 milhões de euros – mais 44 por cento do que os 3,4 milhões que uma imobiliária liderada pelo advogado António Lamego por ele pagou ao Estado em Novembro.
A avaliação feita em 1997 não tinha em conta a eventualidade de ali virem a ser erguidas novas construções, enquanto as duas avaliações feitas em 2006 (e que apontam para valores próximos daquele pelo qual a propriedade foi vendida) pressupunham a construção de um hotel de cinco estrelas e mais 33 moradias ou, em alternativa, 48 moradias e apartamentos.
O Ministério das Finanças recusa-se a identificar os responsáveis pelas últimas avaliações.

 

Continuemos pois a ser idiotas e a permitir que os irmãos, os amigos, os primos, os vizinhos, etc, aproveitem para benefício próprio, e dos irmãos, e dos amigos, e dos primos, e dos vizinhos, e etc, daquilo que pertence a todos.

Estão lá os que lá estão, mas se estivessem lá outros a pândega era a mesma e os idiotas também.

Se essa gente tivesse honra e vergonha na cara e se fosse de facto séria, já teria tomado uma atitude, mas…

Advertisements

2 pensamentos sobre “Irmãos e amigos ou a história dos negócios claros

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s