É escusado

É escusado estarmos descansados.

Plano de redução do défice até 2011 não prevê qualquer descida de impostos
O plano delineado pelo Governo para cumprir as promessas de redução do défice público feitas a Bruxelas não leva em conta a possibilidade de vir a realizar-se um corte nos impostos durante os próximos quatro anos.
O Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) ontem entregue pelo Executivo no Parlamento confirma o objectivo de cortar o défice público para os 0,4 por cento até 2010 e avança com mais uma ligeira redução para 0,2 por cento em 2011. Estas contas são feitas com base num cenário em que não se realizam mudanças ao nível das taxas de impostos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s